CEM ANOS DE SOLIDÃO – GABRIEL GARCIA MARQUEZ

Prezados, como vão?

Espero que bem!

Hoje trago a resenha da aclamada obra do colombiano Gabriel Garcia Marquez, denominada Cem anos de solidão.

Cem anos de solidão

Considerado por muitos uma obra prima da literatura. O que não mentira alguma.

A trama envolve a história da família Buendía, na qual possui seu primeiro rastro no casal José Arcádio e Úrsula.

A família Buendía e outras que os acompanham se alocam em um lugar no qual denominaram Macondo, um pequena cidade que construíram com propósitos gloriosos para o futuro.

Nesta cidade passa praticamente toda história da família, onde Úrsula sempre se preocupou que a linhagem não terminasse com algum dos seus nascendo com rabo de porco em virtude da união entre parentes. Esta história atormentará Úrsula por toda vida.

Uma família na qual em sua primeira metade, os eventos são fortes, impulsivos, de uma energia talvez pouco vista em narrativas, em especial pela força decorrente dos filhos Aureliano Buendía e José Acárdio.

Figura extremamente interessante existente na história é Melquíades, um cigano com conhecimentos aparentemente sobrenaturais, no qual sua importância será definida ao final da história.

A família em todas as linhagens é dividida em pessoas com rompantes, como  José Arcádio (o filho) e Aureliano, que é introspectivo e com algo de médium, sendo inclusive, um dos principais personagens, pois participou de guerras e outros eventos relevantes para a cidade de Macondo que, diga-se de passagem evolui muito na história.

No decorrer da obra, a família cresce a ponto de não conseguirmos lembrar quem é filho de quem e quem se casou ou juntou com alguém.

Fato é que toda a linhagem possui excentricidades, em uma narrativa que nos traz aquela vontade de saber em que irá terminar.

Particularmente, a parte final do livro achei um pouco sem vigor, sem a energia do início, se comparado às primeiras linhagens dos Buendía. Os personagens vão aos poucos perdendo a graça (em minha humilde opinião) até as derradeiras páginas da obra que, diga-se de passagem, também a meu ver é surpreendente.

Uma obra densa, interessante, com narrativa que prende o leitor, apesar de alguns pontos baixos, mas no todo, 92% da obra é excelente.

Uma prazerosa leitura, com certeza indicada.

Espero que tenham gostado!

Bráulio.

Anúncios
Sem categoria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s